Internet

Internet das Coisas pode ser aliada na educação

Internet das Coisas pode ser aliada na educação

IoT – Internet das Coisas

Já faz tempo que a tecnologia faz parte de nosso dia a dia. Estamos conectados desde a hora que acordamos. Antes com os rádios relógios e hoje com os modernos e inseparáveis smartphones. Aliás, esses pequenos – ou nem tão pequenos assim – aparelhos ajudam em praticamente todas as atividades do dia a dia.

Há alguns anos ele ganhou um novo aliado, a Internet das Coisas (IoT na sigla em inglês). De maneira prática, o termo pode ser definido como objetos, pessoas ou coisas conectadas à internet e entre si por meio de uma rede de computadores, que possuem sensores, circuitos eletrônicos e softwares capazes de coletar, processar e trocar dados.

Apesar de o conceito ser novo, ele já é utilizado no cotidiano. Um bom exemplo são as Smart TVs que permitem aos usuários acessar apps, lojas, sites e produtos interativos diretamente de seus aparelhos. Prova de que a ideia veio para ficar e mudar o modo como enxergamos o mundo é o Plano Nacional de Internet das Coisas, uma iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Telecomunicações (MCTIC), que vai ajudar em novos projetos que utilizem a IoT.

Tecnologia na Educação

A educação é outro setor no qual essa tecnologia pode ser implementada para ajudar professores e alunos. Conseguindo realizar a conexão entre diferentes espaços escolares, os smartphones podem se tornar grandes aliados. O aparelho permite que o aluno acesse laboratórios, verifique a disponibilidade de livros na biblioteca, marque reuniões ou possa até comprar lanches.

Para professores, a internet das coisas na palma da mão pode representar maior facilidade para preencher diários de classe ou ministrar aulas mais interativas.

Toda essa conectividade favorece também a educação a distância (EAD). Só no Brasil, 26% de toda educação superior vem da modalidade e projeções apontam que o EAD pode ultrapassar as aulas presenciais em cinco anos. Além disso, com diversas conexões os estudantes podem interagir com os professores e acessar e estudar as matérias em qualquer lugar, a hora que desejarem, tendo a mesma experiência de uma sala de aula. Algumas universidades também já oferecem cursos sobre as novas tecnologias, como o Big Data e o próprio IoT.

A intenção é ajudar a intensificar a adoção desses elementos para um desenvolvimento mais rápido da sociedade. Um bom exemplo de aplicação dessas tecnologias nesse sentido são as smart cities ou cidades inteligentes, que melhoram a infraestrutura urbana e tornam os grandes centros mais eficientes e melhores para se viver. Mas não para por ai! O uso e a evolução da IoT estão só começando.

 

* Ailton Quadrante Freitas é Técnico em Eletrônica e Professor Universitário do curso de Graduação e Pós-Graduação da UNIBTA

Categoria
Compartilhar
Conheça nossos cursos

Conheça
nossos
cursos

Graduação

Saiba mais

Pós-
Graduação

Saiba mais

Cursos
Técnicos

Saiba mais
  • Preencha os dados abaixo e receba nossa newsletter com as últimas novidades.

SIGA-NOS